Espaço reservado pros meus momentos pseudo-intelectuais.

domingo, 28 de junho de 2009

Treino duro, prova fácil...


Bem, como eu falei no post passado, hoje encerrou meu período de base mas de certa forma eu não posso dizer que é a partir de agora que o bixo vai pegar, pq já tá pegando há muito tempo hehehe!
Me sinto muito mais sólido, confiante e agressivo em longas. Quando se fala em periodização do treinamento, as pessoas costumam visualizar o desempenho só no âmbito micro, meso e macro. Eu costumo visualizar, até que eu chegue na melhor forma física da minha vida, um eterno período de base. Cada metro nadado, pedalado ou corrido e da forma como isso é feito, naturalmente vai melhorando a eficiência nas três modalidades (lógico que algumas dependem mais do gesto técnico e força, outras mais de rodagem, e por aí vai...). Como meu técnico já falou e como a gente pode ver na prática, normalmente o atleta apresenta seus melhores resultados em longas entre 5-8 anos de treinamento contínuo voltado para isso. Exceções sempre existem, mas visualizar os anos como uma grande base é muito prudente... No fim das contas, a diferença reside aí. Quem tem mais base, suporta mais treinos intensos, e por aí vai...
Eu acho que tudo depende da intenção de cada um. Um grande conjunto de fatores contribui pra elevar a performance e, pra dada carga relativa de treino, provavelmente responde melhor quem presta mais atenção aos detalhes. Aquele que só se sente compromissado numa fase específica, ou que não dá continuidade ao treinamento, precisa rever seus conceitos quando se fala em competitividade.
Ainda, a ordem cronológica das etapas... Acho muito válido quem inicia no esporte já visando fazer o Iron e muitos dos atletas profissionais que hoje estão aí se motivaram por conta dessa prova. Confesso que, logo que iniciei no esporte, tinha muita dificuldade pra segurar a ansiedade e partir logo pra uma jornada tão grande. Porém, refleti, refleti e refleti, escutei o que o Roberto tinha a dizer, avaliei meus objetivos e tomei uma postura correta. Consegui encaixar de certa forma provas de longa, porém, se eu busco força, velocidade e resultados, melhorar a velocidade acima de tudo é completamente necessário. Uma rotina de treinos "mais lenta" como a de um Ironman certamente seria contraproducente dentro dos meus objetivos.
Sou muito detalhista e disciplinado, o que encurta e facilita muito o meu caminho enquanto atleta. Sou também alguém que não tem problemas com subordinação e seguir ordens: o coach manda e eu faço. Sou alguém que aprendeu a confiar no seu potencial e acreditar ser capaz de buscar o que quer, não importa por onde eu tenha que passar. A maneira séria como eu encaro meus treinos se traduz também em como encarar o que se fazer quando não se está treinando (os detalhes). Claro que isto só é possível quando a vida da pessoa condiciona para tal. Um dos grandes desafios do treinadores é conciliar a carga de treino, de forma a obter uma recuperação ótima, com as atividades paralelas da pessoa. Graças a Deus, por hora, ainda não preciso trabalhar, não tenho uma atividade concorrente e posso me dedicar integralmente ao esporte e à faculdade, e são momentos extremamente prazeirosos...
Estou muito satisfeito com a minha forma física atual, o que não significa excesso de confiança nem falta de confiança. Simplesmente sinto que a maneira que eu encaro essa rotina só acelera esse processo e certamente estou a frente de onde poderia estar se não fosse assim...
Mas, citando o título, a cabeça acima de tudo é fundamental pra suportar o duro, além de que também é fundamental não se sentir tolhido ou que-está-abrindo-mão numa rotina onde as horas de sono, descanso, alimentação, disciplina e regras é necessária (e que não tem dia pra acabar...).

Treino duro, prova fácil, e a recompensa vem...

2 comentários:

Luiz disse...

'E isso ai Luquinhas!!! Continua assim, firme e forte.
Ta' monstrao mlk.
Valeu, abracos!!!!

Sérgio Ricardo disse...

Legal Lucas, gostei de sue blog, vou segui-lo de perto, e pegar suas dicas he he. Vc é fera Mestrão, pessoas como vc sempre nos motiva a buscar mais e mais...abc